A arte de reciclar.

Já faz tempo que o homem vem degradando a natureza seja pela sobrevivência seja pelo comportamento. Poluição, desmatamentos, uso de agrotóxicos, desperdício de água, energia elétrica entre outros, coloca o meio ambiente em risco afetando tanto seu habitat como também das espécies animais e vegetais.

Na última década, muitas pessoas estão buscando alternativas sustentáveis no aproveitamento dos resíduos sólidos. Um bom exemplo pode ser observado no jardim externo de uma casa em um condomínio na Barra da Tijuca na Cidade do Rio de Janeiro. Após o término do telhado, o arquiteto aproveitou as telhas restantes e projetou um canteiro ao redor da casa.

 

canteiro1                           canteiro1a

 

Já o Artista Angolano (infelizmente não consegui saber o seu nome), aproveita os talheres doados e desperdiçados e cria formas inusitadas para decorar a casa ou bijuterias bastante originais.

 

Bina                    Bina3

 

Cada movimento contribui na diminuição do impacto ambiental.

Reciclando.

Nas últimas décadas, a discussão sobre os resíduos sólidos vem ocupando destaque em vários setores. Os danos ambientais decorrentes dos resíduos mau descartados são consequências, dentre outras, da falta do conhecimento de como fazer o descarte correto. Em nossa cultura desconhecemos a reparabilidade dos objetos – o lixo significa algo sem função que deve ser jogado fora. É importante adotarmos medidas no tratamento dos resíduos descartados para melhorar a qualidade do ambiente em que vivemos.

Nesse contexto, o descarte das bolinhas de tênis inúteis a qualquer partida, podem servir de corpo num divã. Fixa numa estrutura de aço com pintura eletrostática, as bolinhas de tênis funcionam como um massageador corporal.

 

Divã Bol – reciclando bolas de Tênis – Minha autoria.

Divã Tênis

Soluções inusitadas para decorar a casa com charme e criatividade.

Esta semana mostrarei alguns projetos de interiores executados e projetados por mim.

Começo fazendo uma pergunta: onde guardar os velhos CDs e DVDs quando o espaço no hack já está abarrotado?

Uma boa sugestão é colocá-los em módulos de armários que decoram a parede sem ser percebidos. A proposta foi a execução de três módulos suspensos do piso fixados na parede.

Com referência a arte Africana na qual o cliente é um grande admirador, as portas foram feitas em madeira marfim marchetado com lâmina de imbuia. O resultado pode ser admirado nas imagens anexadas.

 

IMG_3080    IMG_3081    IMG_3083