Virada Sustentável no Rio de Janeiro.

Sust

Nesse fim de semana aconteceu no Rio de Janeiro a Virada Sustentável. Dentre as atrações, destaco o movimento que aconteceu na Lagoa Rodrigo de Freitas no Parque das Figueiras. Vários Escoteiros Mirins do Brasil de diversos municípios recolheram lixos inusitados das margens da Lagoa. Os mais numerosos foram as quimbas do cigarro e garrafas pet. O interessante que após o recolhimento, os lixos eram separados e os pets colocados em um triturador.  Depois era feita uma massa para serem moldados numa forma cujo resultado dava forma a imagem do Cristo Redentor. Essa iniciativa foi mais um desafio da Route Brasil. Foi D+!

Outra surpresa que destaco foi a presença do Dr. Borracha representada pela Mira Maria Margarida. Para quem não sabe, o seringueiro e artesão José Rodrigues confecciona sapatos de látex a partir da extração do leite usado na fabricação da borracha. Segundo ela, esse processo envolve aproximadamente 40 seringueiras na região do Acre. O processo envolve misturas diversas até formar uma manta. Para moldar os sapatos, a manta chega a uma espessura de 2 milímetros aproximadamente. As cores são resultados de misturas de semente de urucum, genipapo e outros.

Sust1

Seus produtos foi exposto em Milão durante o Salone Internazionale del Mobile no ano de 2014.

A Riqueza chamada Natureza.

“Alimento o ciclo terrestre,

O bem-estar de todo ser,

Para uns sou respeitada,

Para outros, explorada”.

 

“Pensam que sou um tesouro,

De riqueza infinita,

Com tanta beleza e fartura,

Com coragem então eu GRITO:”

              “- Meu fim está chegando!”

 

A Fonte3  Escultura em metal reciclado. Minha autoria, 2017.

 

Aprendendo com quem sabe!

Recentemente assisti uma palestra do teólogo e professor Leonardo Boff no Colégio Notre Dame Ipanema. Sobre o tema Ecologia e Sustentabilidade, o professor apresentou a situação do planeta em relação ao aquecimento global descrevendo a trajetória do Homem no seu habitat desde a idade da pedra. Foi um aprendizado.

O homem abusa da Natureza como se fosse proprietário, destruindo-a e violentando-a. As cidades são construídas em prol do capitalismo. A questão de como lidar com o desmatamento, as queimadas, a poluição está-se transformando em cheque-mate para as futuras gerações.

Mesmo sendo reconhecida por muitos países, a degradação do meio ambiente continuará a crescer enquanto o Homem se comportar individualmente.

 

Leonardo Boff  Leonardo Boff e Isabela Saramago.